Palmeiras é cobrado em R$ 448 mil na Justiça por taxas de venda de Moisés e Luan Cândido ao exterior - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense Palmeiras é cobrado em R$ 448 mil na Justiça por taxas de venda de Moisés e Luan Cândido ao exterior - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense

PUBLICIDADE

Palmeiras é cobrado em R$ 448 mil na Justiça por taxas de venda de Moisés e Luan Cândido ao exterior



Getty Images

A Faap (Federação das Associações de Atletas Profissionais), entidade sediada em Brasília que presta assistência social e educacional aos atletas profissionais, entrou na Justiça pedindo R$ 448.000,00 do Palmeiras. No processo, ao qual a ESPN teve acesso, o órgão cobra taxas devidas pela equipe paulista nas transferências de dois atletas para o futebol do exterior: o meia Moisés, para o Shandong Luneng (China), e o lateral-esquerdo Luan Cândido, para o RB Leipzig (Alemanha).

LEIA TAMBÉM: Últimas Notícias do Palmeiras Atualizadas
Segundo a Lei Pelé, a Faap tem direito a 0,8% da alíquota de negociações de jogadores para o estrangeiro. Com isso, a Federação alega que lhe são devidos dois valores, que, somados, dão quase meio milhão de reais.

O primeiro é de 168.000,00 dos R$ 21.000.000,00 da ida de Moisés para o clube asiático. O segundo é de R$ 280.000,00 dos R$ 35.000.000,00 referentes à saída de Luan para o futebol alemão. No processo, a Faap alega ter notificado o Alviverde sobre o não pagamento das taxas, mas afirma que "o réu permaneceu inerte".

"[...] Tendo recebido a notificação, a Sociedade Esportiva Palmeiras permaneceu inerte. Constatou-se, assim, que o réu não repassou os recursos diretamente à Faap, [...] não restando alternativa à autora senão a de buscar a Justiça para obter o que lhe é de direito, fazendo-a na forma desta cobrança", escreveu a entidade.

A Faap ainda exige que o Verdão arque com os honorários advocatícios do caso, além de refutar qualquer possibilidade de audiência de conciliação. O caso corre na 34ª Vara Cível de São Paulo e será julgada pela juíza Adriana Sachsida Garcia. Procurado, o Palmeiras disse que não comentará o processo.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o Verdão e a Faap duelam na Justiça, já que, em outras ocasiões, foram feitas cobranças similares. Em 2019, por exemplo, envolvendo Vitor Hugo e Yerry Mina. Já em 2018, em cima de Róger Guedes e João Pedro.

Adicione nosso site aos seus favoritos! Fique por dentro das principais noticias do Palmeiras
Palmeiras é cobrado em R$ 448 mil na Justiça por taxas de venda de Moisés e Luan Cândido ao exterior Palmeiras é cobrado em R$ 448 mil na Justiça por taxas de venda de Moisés e Luan Cândido ao exterior Reviewed by Julio Mateus on quarta-feira, fevereiro 05, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.