Palmeiras supera Independiente Medellín por 2 a 0 em último jogo no Panamá - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense Palmeiras supera Independiente Medellín por 2 a 0 em último jogo no Panamá - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense

PUBLICIDADE

Palmeiras supera Independiente Medellín por 2 a 0 em último jogo no Panamá


Foto: Reprodução

O Palmeiras foi a campo na noite desta quarta-feira (04) para disputar partida amistosa diante do Independiente de Medellín-COL, no Estádio Rommel Fernandez (Panamá). Com gol de Bruno Henrique no primeiro tempo, e Deyverson, no segundo tempo, o Alviverde venceu por 2 a 0. Esta foi a última partida do clube realizada na excursão de intertemporada ao Panamá em 2018 – agora o time seguirá para a Costa Rica, onde enfrentará a Liga Alajuelense (time local, que disputa a primeira divisão do país).
Devido ao período de pausa no calendário oficial do futebol brasileiro, por conta da Copa do Mundo de 2018, que está sendo disputada na Rússia, o time comandado por Roger Machado está em solo panamenho desde a última sexta-feira (29), participando de uma intertemporada e, antes de enfrentar o Independiente de Medellín, já havia superado o CD Árabe Unido-PAN, também por 2 a 0, no mesmo estádio.

O Palmeiras começou o duelo com Weverton, Marcos Rocha, Edu Dracena, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Hyoran, Willian e Gustavo Scarpa.
Com o resultado positivo, o Maior Campeão do Brasil engordou seu retrospecto favorável frente a equipes colombianas: já considerando a partida de hoje, foram 22 jogos disputados, com 15 vitórias, quatro empates e apenas três reveses sofridos. O Alviverde balançou as redes dos adversários do país vizinho por 44 vezes, enquanto foi vazado em outras 23 ocasiões.

Individualmente, alguns jogadores tiveram algo a mais além da vitória a comemorar. Edu Dracena e Willian completaram 90 jogos com a camisa do Verdão, enquanto Moisés e Lucas Lima, chegaram, respectivamente, a 85 e 35 jogos pelo clube.

O embate marcou também a estreia do recém-contratado zagueiro argentino Nicolás Freire, canhoto, que atuou na noite desta quarta-feira (04) com a camisa de número 4. 

Além das marcas individuais e da estreia de Freire, Bruno Henrique também pode se considerar neste hall de privilegiados, já que foi o capitão do time no jogo (fato que acontece pela 2ª vez no ano). Já há alguns jogos, o treinador Roger Machado vem promovendo um rodizio com faixa de capitão: em partidas anteriores, Victor Luis, Willian, Edu Dracena, Fernando Prass, Marcos Rocha, Dudu – por 27 vezes –, Moisés – por três vezes –, e Felipe Melo – por duas vezes –, também já usaram em seus braços o adereço de autoridade máxima no time. Vale lembrar que, na segunda etapa do prélio diante do Independiente de Medellín, foi Moisés que vestiu a braçadeira.

Vale lembrar que o Verdão já havia enfrentado o Independiente de Medellín-COL uma vez antes: o fato ocorreu em 1960, em partida amistosa disputada na Colômbia (o Verdão venceu por 1 a 0, com gol de Romeiro). À época comandado por Oswaldo Brandão, o time palestrino foi a campo com: Valdir de Morais, Djalma Santos, Valdemar Carabina, Ivan Palmeira, Geraldo Scotto e Zequinha; Ênio Andrade, Romeiro, Nardo (China), Américo Murolo (Parada) e Ivan Brondi.

De quebra, a vitória melhorou ainda mais o desempenho do Alviverde atuando em dias 04 de julho: agora são com dez vitórias, dois empates e duas derrotas em 14 jogos (25 gols marcados contra 13 sofridos). O Palmeiras não perde atuando nesta data desde 1954. De 1961 até os dias atuais, o Alviverde disputou oito duelos: foram sete vitórias e um empate – sendo seis desses sete triunfos em sequência (ou seja, os seis últimos jogos disputados em 04 de julho foram vencidos pelo Palmeiras).

O jogo

Desde os minutos iniciais, o Palmeiras mostrou absoluto controle emocional na partida e apresentou um bom futebol. Logo aos seis minutos de bola rolando, o meia Hyoran balançou o travessão ao encontrar espaço para chutar de fora da área, de pé direito.

Após alguns lances bem trabalhados, com os sistemas intermediário e ofensivo bem amarrados, o Verdão voltou a assustar o adversário, porém, desta vez, de forma fatal: aos 17 minutos, em cobrança de falta realizada perto da entrada da área, o meia Bruno Henrique aproveitou o rebote de seu próprio tiro para disparar em direção ao gol da equipe colombiana: a bola ainda desviou na zaga adversária antes de entrar no cantinho. (Independiente de Medellín-COL 0 x 1 Palmeiras)

Como em uma típica partida amistosa, o Palmeiras, após o gol, evitou entrar em divididas que pudessem oferecer riscos de lesão aos seus atletas, e valorizou a posse de bola, trabalhando jogadas ensaiadas e conduzindo a partida na base da tática e da técnica.

Poucas foram as vezes que o time adversário chegou à meta palestrina. A defesa alviverde, aliás, se mostrou bem segura e garantiu que o goleiro Weverton não precisasse fazer grandes intervenções. E, desta forma, a etapa inicial se encaminhou para os minutos finais.

No segundo tempo, a partida foi reiniciada com o time do Palmeiras quase que completamente alterado, apenas com exceção do goleiro Weverton. Nesta etapa, entraram Mayke, Antônio Carlos, Nicolás Freire, Diogo Barbosa, Thiago Santos, Jean, Moisés, Dudu, Artur, Deyverson.

O futebol jogado nos primeiros minutos do segundo tempo, embora o time palmeirense fosse totalmente diferente, se assemelhou bastante ao dos últimos minutos da fase anterior. Aos poucos, porém, o prélio passou a ficar mais enérgico.

O momento de maior perigo sofrido pelo Palmeiras foi aos 15 minutos do segundo tempo, quando, na saída de bola, Weverton tocou para o zagueiro argentino Nicolás Freire, que, pressionado, acabou perdendo a posse de bola para Leonardo Castro, do Independiente de Medellín-COL: o jogador rival aproveitou a oportunidade cara a cara com o arqueiro esmeraldino para tentar de cobertura, mas a bola foi para fora.

Logo aos 18 minutos, veio a resposta do Verdão: Dudu aproveitou bobeira da defesa colombiana, pressionou e conseguiu ganhar a disputa. Em seguida, o camisa 7 palmeirense deixou Deyverson cara a cara com o goleiro adversário, que não desperdiçou. (Independiente de Medellín 0 x 2 Palmeiras)

Após o gol, o Palmeiras não deixou de investir nas jogadas de ataque. As interceptações também foram um dos grandes destaques do time coletivamente. Roger Machado instruía seus atletas e ditava a estratégia a ser seguida. Desta forma, o Verdão, por boa parte do jogo, mandou no jogo completamente.

Em alguns momentos, o Independiente de Medellín passou a chegar com mais intensidade no campo de defesa palestrino, porém, sem oferecer grande perigo. Atento na partida até os minutos finais, o Alviverde administrou o placar de 2 a 0 e acumulou mais um triunfo.
Fonte: Site Oficial

Adicione nosso site aos seus favoritos! Fique por dentro das principais noticias do Palmeiras
Palmeiras supera Independiente Medellín por 2 a 0 em último jogo no Panamá Palmeiras supera Independiente Medellín por 2 a 0 em último jogo no Panamá Reviewed by Julio Mateus on 11:21:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.