Grêmio reencontra Roger em duelo com o Palmeiras - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense Grêmio reencontra Roger em duelo com o Palmeiras - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense

PUBLICIDADE

Grêmio reencontra Roger em duelo com o Palmeiras

Treinador volta à Arena para comandar o Verdão contra sua ex-equipe a partir das 21h45, em um dos duelos mais esperados do Brasileirão, pela 10ª rodada

Roger voltará à Arena nesta quarta-feira pela primeira vez após a saída do Grêmio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio)

Roger Machado irá deparar com uma figura bastante familiar ao deixar o vestiário dos visitantes da Arena do Grêmio e percorrer o trajeto até o banco de reservas: a imagem dele próprio eternizado em um dos murais de ídolos gremistas cravejados nas paredes do túnel de acesso ao gramado. Mas pouco será usual ao ex-lateral multicampeão pelo Tricolor nos anos 90 ao retornar ao estádio, nesta quarta-feira, para reencontrar o clube pela primeira vez desde sua saída do clube, em meados de 2016.
O treinador volta à Arena para comandar o Palmeiras contra sua ex-equipe a partir das 21h45, em um dos duelos mais esperados do Brasileirão, pela 10ª rodada. À beira do campo, revisitará seu passado no clube que o projetou tanto como atleta quanto como técnico para o futebol brasileiro. E verá de perto um Grêmio histórico, dono de um futebol vistoso e de quatro títulos erguidos em menos de dois anos sob o pulso firme de Renato Portaluppi. Mas que tem o embrião de seu padrão tático forjado na passagem de Roger, entre 2015 e 2016.

"O Roger conhece a casa. Ele fez um ótimo trabalho, mas as conquistas são do Renato e do grupo de jogadores. Ele deixou um legado, uma base. E o Renato deu todo o conteúdo que faltava para essa base" (Romildo Bolzan, presidente do Grêmio)
O hoje comandante palmeirense, aliás, já trabalhou como auxiliar de Renato em 2013, quando deixou a função para militar na carreira pessoal pelo interior gaúcho. Nos primeiros passos como técnico, Roger treinou Juventude, em 2014, e Novo Hamburgo, no Gauchão de 2015. A campanha no estadual e o cartaz de ídolo serviram como chamariz para substituir Luiz Felipe Scolari, um de seus grandes mentores, no Grêmio.

Modelo com "falso 9"
Em maio de 2015, o Tricolor demitiu Felipão após o vice no Campeonato Gaúcho e um início temerário no Brasileirão. O clube deliberou sobre nomes como Cristóvão Borges e Doriva antes de decidir pela contratação de Roger. De imediato, o técnico apresentou uma metodologia moderna para conduzir o dia a dia de trabalhos. E pouco a pouco, mudou o jeito de a equipe jogar, com um futebol jogado pelo chão, com valorização da posse de bola e padrão tático no 4-2-3-1 com Luan como falso 9.

A primeira temporada encerrou com resultados emblemáticos: em um período de vagas magras, o Grêmio aplicou uma histórica goleada por 5 a 0 sobre o maior rival, Inter e deu "show" de futebol em sequência, na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, no Mineirão. O 2015 gremista encerrou esperançoso, com a vaga na Libertadores assegurada para um 2016 repleto de frustrações para Roger Machado.

O técnico amargou três eliminações no primeiro semestre – queda na semifinal do Gauchão para o Juventude, na fase de grupos da Primeira Liga e nas oitavas de final da Libertadores, com duas derrotas doloridas para o Rosario Central. O início oscilante no Brasileirão, com a equipe vazada recorrentemente na bola aérea defensiva e goleada sofrida por 4 a 0 para o Coritiba o fizeram balançar até o estopim. Roger pediu demissão após levar 3 a 0 para a Ponte Preta e deixou o Grêmio após 93 jogos, com 48 vitórias, 21 empates e 24 derrotas: aproveitamento de 59%.

DNA de Roger mantido
Romildo Bolzan se apegou à mística de Renato Portaluppi para reerguer o Grêmio, com êxito imediato. O eterno camisa 7 se aproveitou do padrão tático deixado por seu antecessor, com a manutenção do 4-2-3-1 e de Luan como falso 9 e fez ajustes pontuais e valiosos. Ramiro passou a atuar como extrema pela direita. O técnico estancou a sina com a bola aérea e tornou o Tricolor mais combativo e efetivo. A glória veio com o penta da Copa do Brasil, em 2016.

Era apenas o primeiro título de uma verdadeira dinastia de conquistas sob o comando de Renato. O Grêmio ergueu o tri da Libertadores em 2017 e deu sequência a sua era dourada com o bi da Recopa e o Gauchão, conquistado após oito anos, já nesta temporada, como os gremistas não cansam de recordar.

De lá para cá, a equipe mantém a valorização da posse de bola em sua essência, com muitos dos atletas dos tempos de Roger, mas com mudanças e caras novas. Caso de Arthur, renegado pelo antigo ex-treinador, e hoje titular incontestável, já negociado com o Barcelona e no radar de Tite. O Grêmio também passou a atuar com um centroavante de ofício em seu ataque, diferente do que acontecia nos idos de 2015 e 2016, quando Bobô era opção recorrente para o segundo tempo.

– Temos grande admiração por tudo o que o Roger fez. Ficamos felizes por ele, conquistando espaço. A gente teve troca de experiências de todos os jogadores que trabalharam com ele. Sabe a maneira que o Roger trabalha, mas as coisas vão mudando, ele vai se aperfeiçoando, e a nossa maneira, também. O que era lá atrás, já muda – afirma Bressan.

Roger ameniza pressão com vitória
Após o pedido de demissão no Grêmio, Roger teve uma passagem apagada pelo Atlético-MG e recusou até um convite do Flamengo na metade do ano passado, antes de assumir o Palmeiras em 2018, com a missão de transformar em títulos o alto investimento da diretoria no elenco. O início, de fato, foi promissor, com seis vitórias seguidas e oito jogos de invencibilidade.

Mas o vice-campeonato do Paulistão com derrota nos pênaltis para o rival Corinthians desencadeou cobranças da torcida, com um ambiente de pressão que mina o dia a dia do técnico no clube. E mesmo com resultados expressivos, como a vaga nas oitavas da Libertadores, conquistada com a melhor campanha da fase de grupos numa chave que tinha o Boca Juniors como grande rival.

O aproveitamento apenas regular na arrancada do Brasileirão manteve a incerteza da torcida sobre o trabalho do treinador. Mas o triunfo com atuação convincente sobre um São Paulo até então invicto no Nacional , no último sábado, abriu caminho para mais tranquilidade. Que pode ser encaminhada de vez com mais uma vitória nesta quarta-feira.

– Estou imaginando um grande jogo. Se tiverem cinco, seis jogos no mesmo horário, todo mundo vai querer ver esse jogo, por tudo que tem de qualidade, pelo momento. Agora, conseguimos a vitória no clássico, e eles na Bahia. Os dois times chegam motivados. O Grêmio conhece o estilo do Roger, e o Roger conhece o esquema do Grêmio. Ele teve parte nessa construção. Espero que seja bonito dentro de campo. Tenho muita expectativa para esse jogo – afirma o meia palmeirense Moisés.


Roger Machado está eternizado em um painel na Arena (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

GRÊMIO X PALMEIRAS - 10ª RODADA DO BRASILEIRÃO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre

Data e horário: quarta-feira (6), às 21h45 (de Brasília)

Escalação provável do Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Arthur, Lima (Ramiro), Luan e Everton; André.

Escalação provável do Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Edu Dracena, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Hyoran, Willian e Dudu

Desfalques do Grêmio: Pedro Geromel, Marcelo Oliveira, Michel, Alisson e Jael.

Desfalques do Palmeiras: Diogo Barbosa (edema muscular na coxa direita), Keno (lesão muscular na coxa direita), Guerra (cirurgia no pé esquerdo) e Borja (convocado pela Colômbia para a Copa do Mundo).

Pendurados do Grêmio: Kannemann, Maicon, Everton e Kannemann.

Pendurados do Palmeiras: Bruno Henrique, Felipe Melo e Lucas Lima.

Trio de arbitragem: Rafael Traci apita a partida, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael trombeta. O trio é do Paraná.

Transmissão: TV Globo para SP, SC, PR, GO, TO, MS, MT, BA, SE, PE, CE e PA (com Cleber Machado, Caio Ribeiro e Leonardo Gaciba) e Premiere (com Luiz Alano e Batista).
Fonte: Globo Esporte

Adicione nosso site aos seus favoritos! Fique por dentro das principais noticias do Palmeiras
Grêmio reencontra Roger em duelo com o Palmeiras Grêmio reencontra Roger em duelo com o Palmeiras Reviewed by Julio Mateus on 13:33:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.