Em câmera aberta, a trava de Lucas Lima nem sempre faz bem ou atinge o objetivo - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense Em câmera aberta, a trava de Lucas Lima nem sempre faz bem ou atinge o objetivo - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense

PUBLICIDADE

Em câmera aberta, a trava de Lucas Lima nem sempre faz bem ou atinge o objetivo


Divulgação 
Por Rodrigo Fragoso.
O técnico Roger Machado cogitou colocar Lucas Lima no banco de reservas por não estar rendendo aquilo que ele espera do meia. Na partida contra o Botafogo, o camisa 20 mal parecia estar em campo e desapareceu em meio ao sistema defensivo da equipe carioca. Entretanto, de acordo com o treinador, Lucas Lima estava se adaptando ao que lhe foi pedido e por isso não rendeu o esperado. Contra o Internacional, rendeu o esperado, mas precisou fugir do pedido de Roger. Precisou abandonar a trava.

DEIXEI BEM CLARO PARA ELE DAS MOVIMENTAÇÕES QUE EU GOSTARIA E DE QUE O TIME PRECISAVA. NA SEMANA, EU TREINEI OUTRAS ALTERNATIVAS E FALEI QUE, CASO ELE NÃO CONSEGUISSE FAZER, EU TERIA QUE ENCONTRAR OUTRO JOGADOR PARA A CARACTERÍSTICA DO SETOR. MANTIVE CONTRA O INTERNACIONAL PARA DAR A CONFIANÇA QUE O JOGADOR PRECISA, E ACHO QUE ELE CORRESPONDEU MUITO BEM. RECEBEU MUITAS BOLAS ATRÁS DA PRIMEIRA LINHA DO INTERNACIONAL, E ALI ELE É MUITO MAIS PERIGOSO” – ROGER MACHADO SOBRE LUCAS LIMA APÓS A VITÓRIA EM CIMA DO INTERNACIONAL

No Paulistão, Lucas Lima era o meio-campista que muitas vezes estava recebendo a bola atrás do círculo central do campo de defesa. No Brasileirão, Roger quer um meia que aguarde a bola chegar por meio de seus volantes ou laterais. Foge das características que Lucas sempre apresentou, sendo aquele que gosta de pegar a bola de frente para grande parte do seu time e imaginar onde pode localizar o melhor passe para iniciar uma jogada.
Mesmo sendo um meia com alto índice de assistências, ou seja, passes para finalização, Lucas Lima gosta mais de fazer parte da criação da jogada do que de aparecer só no meio de sua construção, como Roger pede ao querer vê-lo posicionado atrás da linha de volantes do adversário. No vídeo que produzi em câmera aberta com lances da partida, é possível visualizar qual o exato posicionamento que Roger quer ter com o meia e também a ousadia de deixar essa trava de posicionamento para trás em certos momentos para colaborar na saída de bola e criar jogadas de perigo, como a do gol da vitória sobre o Internacional.
  • CONFIRA NA ANÁLISE EM VÍDEO:

  1. Como a movimentação de Lucas Lima funciona sob a ordem de Roger Machado
  2. O que acontece quando essa trava faz com que a equipe não consiga sair jogando
  3. Como Lucas Lima está se posicionando em situações defensivas e de contra-ataque
  4. Como Lucas Lima pode ser útil sem trava de posicionamento, como no lance do gol
Para que Lucas Lima obtenha sucesso mantendo esse posicionamento e não deixe de aparecer com frequência no jogo, os volantes e laterais titulares do Palmeiras terão de sair jogando com muita qualidade, caso contrário o meia sofrerá cobranças por não estar puxando a responsabilidade de armar a equipe quando na verdade, dependendo do que o jogo pede, ele está cumprindo um posicionamento prejudicial ao desenvolvimento da saída de bola do Palmeiras com qualidade e bola no chão.
FONTE: NOSSO PALESTRA

Adicione nosso site aos seus favoritos! Fique por dentro das principais noticias do Palmeiras
Em câmera aberta, a trava de Lucas Lima nem sempre faz bem ou atinge o objetivo Em câmera aberta, a trava de Lucas Lima nem sempre faz bem ou atinge o objetivo Reviewed by Unknown on segunda-feira, abril 23, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.