Elenco de luxo e arrancada de Roger "explicam" base esquecida no Palmeiras - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense Elenco de luxo e arrancada de Roger "explicam" base esquecida no Palmeiras - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense

PUBLICIDADE

Elenco de luxo e arrancada de Roger "explicam" base esquecida no Palmeiras


Atacante Papagaio é até agora o único atleta da base usado por Roger

O discurso do Palmeiras no início do ano era de que as categorias de base teriam mais espaço no clube em 2018. O diretor Alexandre Mattos chegou a falar de um projeto para substituir as contratações pelas revelações em médio prazo, enquanto o técnico Roger Machado elogiou a possibilidade de inscrever jogadores formados em casa de forma ilimitada no Campeonato Paulista. Até agora, porém, os garotos encontraram pouquíssima brecha no time de cima. E o clube já tem suas explicações preparadas.
O primeiro fator apontado internamente é a qualidade do elenco profissional do Palmeiras, visto como o melhor do Brasil. No clássico contra o São Paulo, na última quinta-feira, por exemplo, Roger Machado tinha como alternativas de segundo tempo atletas como Gustavo Scarpa, Moisés, Keno, Guerra e Tchê Tchê. Desta forma, é vista como compreensível a raridade de oportunidades para os mais jovens.

Além disso, a necessidade de Roger de firmar um time titular logo de cara e espantar possíveis desconfianças sobre seu trabalho no início da temporada também pesou. O treinador teve uma arrancada muito positiva, com seis vitórias nos seis primeiros jogos, e mexeu pouco nas peças de sua equipe. Do time hoje considerado titular, a única diferença em relação ao começo do ano é a presença de Bruno Henrique no lugar de Tchê Tchê.

Até o momento, o único jogador da base que recebeu minutos no time principal foi o centroavante Papagaio, que entrou no segundo tempo da derrota por 1 a 0 para o São Caetano na última segunda-feira, quando Roger escalou um time reserva. O garoto de 18 anos nem era uma das principais apostas da base alviverde para a temporada e começou a Copa São Paulo na reserva de Léo Passos, mas se destacou, ganhou a titularidade no decorrer da competição e acabou promovido ao profissional.

Papagaio também se beneficiou da lesão de Deyverson, que seria a opção imediata ao titular Borja, já que o Palmeiras ficou sem outro centroavante de ofício no elenco. Para a última rodada da fase classificatória do Paulistão, com o time alviverde já garantido no primeiro lugar do grupo, existe a expectativa de mais uma oportunidade a ele ou outro jovem.

A meta do departamento de base para 2018 é a utilização de quatro atletas de base no time profissional – bem mais modesta que a do ano passado, que previa a presença de quatro pratas da casa por pelo menos 45 minutos em 10 jogos da temporada. O objetivo passou longe de ser atingido, já que o único a jogar foi o volante Gabriel Furtado, que atuou meio tempo contra a Ponte Preta no Brasileirão.
Fonte: UOL

Adicione nosso site aos seus favoritos! Fique por dentro das principais noticias do Palmeiras
Elenco de luxo e arrancada de Roger "explicam" base esquecida no Palmeiras Elenco de luxo e arrancada de Roger "explicam" base esquecida no Palmeiras Reviewed by Julio Mateus on 10:45:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.