Gestão e consciência do grupo: como Verdão evita problemas com reservas - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense Gestão e consciência do grupo: como Verdão evita problemas com reservas - Nação Palmeirense - Blog da Torcida Palmeirense

PUBLICIDADE

Gestão e consciência do grupo: como Verdão evita problemas com reservas

Com muitas opções, Roger diz que é uma luta diária dar entrosamento à equipe titular e ainda dar chances aos que estão no banco. Michel fez elogios ao treinador neste quesito

Gestão e consciência do grupo: como Verdão evita problemas com reservas Cesar Greco

Ao se avaliar o que Roger encontraria no Palmeiras, o principal problema citado era manter todos os jogadores, inclusive os que não jogam, motivados. Até aqui, são seis partidas, seis vitórias e um árduo trabalho do treinador para gerir o grupo. Pode se dizer que ele tem sido bem-sucedido nesta meta, também graças à mentalidade de seus comandados.
- Eu acho que ele (Roger) vem fazendo bem (a gestão de elenco). São muitos jogadores, mas todos com consciência de grupo, da possibilidade de jogar e de ficar fora. Ele vem tentando organizar isto da melhor maneira possível. Todos querem jogar, alguns ainda nem tiveram oportunidade, mas sigo trabalhando forte para quando aparecer a chance. Só em campo você consegue buscar um espaço na equipe. O grupo sabe que é um elenco numeroso e de qualidade. É trabalhar para mostrar ao professor que tem capacidade de estar jogando - explicou Michel Bastos.

O lateral-esquerdo é um dos exemplos do trabalho de gestão do técnico. Victor Luis é o titular e tem jogado bem, mas Michel jogou contra o Mirassol , também para dar uma oportunidade ao camisa 15, que se dispôs a voltar para a defesa, sendo que prefere jogar no meio-campo.

- Para onde eu olho, o negócio está brabo (a concorrência). É deixar na mão do Roger, onde ele quiser eu jogo. Volante, ponta, meia, lateral, têm muitas opções. É trabalhar. Tive a chance na lateral, bom que pude mostrar um bom futebol. Onde eu puder jogar vou dar meu melhor. Não estou em posição de escolher onde jogar, eu tenho de jogar, independente da posição. Se colocar de lateral ou meia, vou feliz da vida. Eu tenho que jogar - acrescentou.

Com uma base de time já pronta, Roger tem colocado Gustavo Scarpa aos poucos e fez elogios públicos a jogadores como Artur e Hyoran, que ainda não jogaram em 2018 - o último nem foi inscrito no Paulistão. Mesmo nos treinos, muitos de fundamentos, o técnico evita deixar os suplentes separados nas atividades ou em outro campo, por exemplo. Sua carreira como atleta pesa na forma como lida com o elenco no dia a dia. 

- Quero oportunizar quem merecer uma chance de ir a campo. É difícil para o jogador e para o treinador. É uma conversa diária com os jogadores que não foram inscritos, mas o ano é longo e quero dar chances a todos os jogadores - explicou Roger na última semana.

Além de Fabiano, Emerson Santos, Pedrão e Hyoran, que não estão inscritos no Estadual, e o já citado Artur, Luan, Juninho, Mayke e Guerra estão entre os jogadores na lista do Paulistão com pouca frequência em campo. Não é conhecido, porém, nenhum problema com eles.

Com 100% de aproveitamento depois de metade da fase classificatória percorrida, o Verdão pode começar a dar mais chances a estes atletas caso confirme a vaga no mata-mata com antecedência. Mesmo se isso não acontecer, Roger acredita que com seu trabalho no dia a dia e a mentalidade que este grupo apresenta, não haverá dor de cabeça.
Fonte: LANCE!Net

Adicione nosso site aos seus favoritos! Fique por dentro das principais noticias do Palmeiras
Gestão e consciência do grupo: como Verdão evita problemas com reservas Gestão e consciência do grupo: como Verdão evita problemas com reservas Reviewed by Julio Mateus on 10:45:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.